Quimioterapia

No Instituto de Oncologia Kaplan são realizados tratamentos antineoplásicos de diversos mecanismos de ação. Na clínica, os pacientes podem realizar o tratamento de forma ambulatorial, sem necessitar internação, fazendo a infusão acompanhado pela equipe de enfermagem e com a segurança de um médico de plantão durante o atendimento.

Os pacientes possuem acesso à diferentes tipos de tratamento, não só para o câncer como também para doenças reumatológicas. Entre os diferentes tipos de tratamento realizados, podemos destacar:

Quimioterápicos: São drogas responsáveis por interferir no funcionamento das células, impedindo a multiplicação das células tumorais. Pode ser usada tanto para combater tumores à distância como pode ajudar a prevenir a recidiva de um tumor já tratado.

Quando vários medicamentos quimioterápicos são associados, nosso o bjetivos é diminuir a dose de cada quimioterapia e aumentar a potência do tratamento combinando as medicações, esse tratamento é chamado de poliquimioterapia.

A administração de quimioterápicos após tratamento definitivo , como cirurgia, por exemplo, tem como objetivo a redução no risco de recidiva da doença. Esta modalidade de tratamento é chamada de adjuvante e faz parto do tratamento curativo de diversos tipos de câncer. Quando utilizamos a quimioterapia previamente ao tratamento definitivo como cirurgia, chamamos de tratamento de indução ou neoadjuvante. Este tipo de tratamento pode diminuir o tamanho do câncer e permitir melhores resultados cirúrgicos, por exemplo.

O tratamento quimioterápico também pode ser utilizado junto com a radioterapia com o objetivo principal de potencializar os efeitos da radiação melhorando seus resultados e chance de sucesso.

 Tratamento imune: O tratamento imune contra o câncer consiste em estimular o sistema imune do paciente contra o tumor. Existem diversas medicações que podem ser usadas com esses objetivos dependendo do tipo de câncer.

Hormonioterapia: Hormonioterapia é a manipulação dos sistema endócrino para combater doenças sensíveis à hormonios. Incialmente utilizada contra o câncer de mama, hoje é amplamente utilizada para tratamento de tumores de endométrios e próstata, por exemplo.

Terapia alvo com anticorpos: Este tratamento envolve o uso de anticorpos contra regiões específicas das células do câncer, induzindo uma resposta imune contra a célula tumoral. Esses anticorpos também podem ser modificados para carregarem junto quimioterápicos e radioisótopos, por exemplo, permitindo uma terapia mais específica atingindo mais as células doentes.

Terapia alvo molecular: Este tipo de tratamento utiliza medicações que bloqueiam o crescimento tumoral interferindo na sinalização intra-celular das células tumorais. É um tratamento considerado mais seletivo e ativo contra células do câncer, permitindo menor agressão às células normais.