Prevenção

kazin

Prevenção do câncer

A prevenção do câncer envolve ações que reduzem o risco de desenvolver neoplasias.

Câncer não é uma única doença, mas um grupo de diferentes doenças onde vários fatores podem influenciar nosso risco, entre eles a nossa carga genética, nosso estilo de vida e o ambiente em que vivemos.

Qualquer coisa que aumente nosso risco de desenvolver câncer é chamado fator de risco e muitos deles podem ser evitados, como fumar, por exemplo. Por outro lado, outros fatores como nossa carga genética não podem ser modificados.

Um terço dos casos de câncer são passíveis de prevenção ou diagnóstico precoce através de exames de rotina. A prevenção também é a estratégia mais custo efetiva no combate ao câncer na população.

Citaremos alguns dos principais fatores de risco:

Tabagismo

O uso de tabaco é o maior fator de risco evitável para câncer, acredita-se ser o responsável por 22% de todas as mortes por câncer a cada ano. Em dados de 2004, 1.6 milhões de mortes de um total de 7.4 milhões foram causadas pelo cigarro.

O uso de cigarro pode ocasionar diversos tipos de câncer como câncer de pulmão, esôfago, laringe, boca, garganta, rim, bexiga, pâncreas e estômago, por exemplo. Além disso, 70% dos casos de câncer de pulmão estão relacionados ao cigarro. O tabagismo passivo também possui relação comprovada com câncer de pulmão.

Atividade física, dieta, obesidade

Existe relação direta entre obesidade e sobrepeso com vários tipos de câncer como câncer de esôfago, colorreto, mama, endométrio e rim. Dietas ricas em frutas e vegetais possuem efeitos protetores contra o câncer. Por outro lado, o uso excessivo de carne vermelha ou em conserva pode estar relacionado com aumento no risco de câncer colorretal. Uma das grandes vantagens no uso de uma dieta equilibrada é a possibilidade de reduzir o risco de câncer além de reduzir o risco de eventos cardiovasculares.

A prática de atividades físicas regulares pode manter um peso adequado e, junto com uma dieta saudável, pode reduzir de forma significativa o risco de câncer.

Álcool

O uso de álcool é um fator de risco conhecido para vários tipos de câncer como boca, faringe, laringe, esôfago, fígado, colorreto e mama. Este risco aumenta em relação direta com a quantidade de álcool ingerida e aumenta exponencialmente quando o uso de álcool é acompanhado de tabagismo.

Infecções

Agentes infecciosos são responsáveis por cerca de 20% das mortes por câncer em países em desenvolvimento. O vírus da hepatite B e C podem causar câncer de fígado, já o HPV pode causar câncer de colo uterino enquanto a bactéria Helicobacter pylori aumenta o risco de câncer de estômago. As medidas preventivas envolvem vacinação e orientações para evitar contágio.

Poluição ambiental

A poluição de ar, água e solo com agentes químicos é responsável por 1-4% de todos os tipos de câncer (OMS, 2003). A exposição a esses agentes pode ocorrer através do uso de água ou alimentos contaminados, por exemplo.

Risco ocupacional

Os carcinógenos ocupacionais podem causar câncer de pulmão, bexiga, laringe, pele, leucemia e câncer de nasofaringe, por exemplo.

Os cânceres de tipo ocupacional são mais frequentes em trabalhadores específicos dependendo da exposição a diferentes agentes como asbesto, por exemplo. Cerca de 2% dos casos de leucemia são atribuíveis à exposição ocupacional.

Radiação solar

A radiação ultravioleta (UV), especialmente a solar, é causa da maioria dos cânceres de pele como carcinoma basocelular, carcinoma epidermóide e melanoma. No ano de 2000, mais de 200.000 casos de melanoma foram diagnosticados. As medidas preventivas envolvem o uso de protetor solar, redução da exposição solar, especialmente em horários de sol intenso. Aparelhos de bronzeamento artificial também são classificados como causadores de câncer com base na associação entre seu uso e câncer de pele e melanoma ocular.

 

Adaptado de:
 National Cancer Institute (NCI)
 Organização Mundial da Saúde (OMS)