Fique por dentro

Ministério da Saúde anuncia vacina contra HPV no calendário nacional

A meta é vacinar 80% do público-alvo.

O Ministério da Saúde anunciou a incorporação da vacina contra HPV no calendário nacional a partir de 2014 para meninas de 10 e 11 anos. O imunizante estará disponível em escolas e unidades básicas e Saúde e deverão ser tomadas três doses. A medida vinha sendo estudada há mais de um ano. A produção ficará a cargo de uma Parceria Público-Privada entre o laboratório MerckSharp&Dohme e o Instituto Butantan. A vacina é usada para reduzir o risco de casos de câncer de colo de útero.

A infecção pelo HPV é comum e, na maioria dos casos, regride espontaneamente. No entanto, em um pequeno número de casos a infecção se mantém, aumentando o risco do surgimento de lesões. Quando não tratadas, elas podem levar ao câncer decolo de útero, de vagina e boca, por exemplo.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% do público-alvo. De acordo com os dados do MS, o total de meninas de 10 e 11 anos no País é  3,351 milhões. O investimento previsto para o primeiro ano é de R$ 360,7 milhões para a aplicação das cerca de 12 milhões de doses. Em 2015, só serão vacinadas as meninas de 10 anos, num total de 6 milhões de doses.

Treze tipos de HPV trazem maior risco de provocar lesões. São considerados de alto risco para câncer os de número 16 e 18. Estatísticas mostram que eles estão presentes em 70% dos casos de câncer de colo de útero. Já os HPV 6 e 11, encontrados em 90% dos condilomas genitais e papilomas laríngeos, são não oncogênicos.

A vacina a ser usada no Programa Nacional de Imunizações é quadrivalente, que oferece proteção contra os subtipos 6, 11, 16 e 18 do HPV.

Assista a apresentação do ministro da Saúde

Veja mais notícias:

fonte:INCA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *